Prevenir e buscar segurança de dados é fundamental para empresas

Publicado em: 30/04/2021

Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) foi tema de live transmitida pela Ajorsul

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) foi criada com o objetivo de assegurar o direito à privacidade e à proteção de dados pessoais dos usuários, por meio de práticas transparentes e seguras. O tema foi trazido pela advogada nas áreas de Direito Empresarial e Contencioso Cível, Carolina Zenha Saraiva, em evento organizado pela Associação do Comércio de Joias, Relógios e Óptica do Rio Grande do Sul (Ajorsul).

“A grande preocupação da LGPD é a utilização de dados por empresas, seja no comércio, indústria ou serviços. É claro que todos os dados são importantes para serem protegidos, mas os dados da Pessoa Física são o objetivo central neste debate, especialmente informações que são daqueles que chamamos de consumidores finais”, explicou.

Durante a apresentação, a palestrante destacou critérios que precisam ser observados no contato com os clientes

“A finalidade de obter os dados é importante que esteja bem clara. Além disso, a adequação é fundamental. Ou seja, é necessário que os dados que estou coletando sejam usados apenas para compatibilizar a compra. Por exemplo, o e-mail é necessário? Depende. Se for uma compra para e-commerce sim, mas se o cliente está na loja presencialmente é diferente”, comentou.

A palestrante comentou, ainda, a importância de ter o cuidado com fornecedores que também estão lidando com dados dos clientes. É preciso saber que a solidariedade na responsabilidade legal é uma regra, em uma situção de vazamento de alguma informação.

No Brasil, a LGPD (Lei nº 13.709, de 14/8/2018) entrou em vigor em 18 de setembro de 2020. O evento foi transmitido pelo Instagram da Ajorsul (@ajorsul). Outras informações podem ser obtidas no email educar@ajorsul.com.br.