Operação apreende 6 mil óculos falsificados em Capão da Canoa

Publicado em: 21/02/2020


Antes da temporada de Carnaval, uma operação conjunta foi articulada nesta quinta-feira (20/02) em Capão da Canoa para apreensão de óculos falsificados em pontos de venda irregular. A ação "Tá na Vista" contou com o destacamento da Polícia Civil (Decon), Ministério Público Estadual (MPE), Brigada Militar e Sindióptica RS. No total, foram recolhidos 6 mil unidades, equivalente em um valor estimado de venda em torno de R$ 240 mil, fruto de produtos contrabandeados.

Cerca de 10 estabelecimentos de venda foram autuados no Camelódromo e adjacências em um período de 1 hora entre bancas e lojas, com recolhimento de óculos de sol e de grau sem procedência.Em alguns casos, algumas lojas praticavam a venda sem receituário médico, o que é irregular. Os óculos recolhidos, após laudo pericial e análise, serão destruídos e os comerciantes ilegais responderão por exposição e venda de produtos falsificados, o que ferem o Código Penal e do Consumidor e atenta contra a saúde pública. Na operação, 50 agentes foram destacados na apreensão.

Na sua maioria, os estabelecimentos não possuíam óptico responsável. Segundo o delegado do Decon, Joel Wagner, coordenador da ação, o balanço da operação frente a venda óculos falsificados foi positiva.

"Quem está adquirindo óculos de sol ou de grau sem qualidade acaba sem saber prejudicando sua saúde e a Delegacia do Consumidor tem que coibir a venda", destaca.

De acordo com promotor de Justiça Gustavo de Azevedo e Souza Munhoz, coordenador do Centro de Apoio Operacional do Consumidor e da Ordem Econômica (CAOCON), a operação é o retrato de como o Estado pode se organizar em conjunto com a parceria privada.

Já para o presidente do Sindióptica RS, André Roncatto, que acompanhou as operações, é importante as ações de repressão ao crime de falsificação para proteger o consumidor e o comércio formal.

"Produtos sem procedência causam sérios danos à visão, com efeitos cumulativos e irreversíveis aos olhos, levando inclusive a cegueira", alerta.

Em setembro de 2019, operação semelhante no camelódromo de Caxias do Sul apreendeu 4.359 armações de óculos, de grau e de sol falsificados em cinco lojas locais.

Redação: Assessoria de Imprensa Sindióptica-RS

Edição e Coordenação: Marcelo Matusiak