Ajorsul apoia campanha de conscientização contra óculos falsificados

Publicado em: 05/02/2020


Campanha alerta para os riscos que os produtos piratas causam para saúde


O objetivo é levar a população informações a respeito dos graves efeitos que os produtos falsificados causam à visão. A realização é do Sindicato do Comércio Varejista de Material Óptico, Fotográfico e Cinematográfico do RS (Sindióptica RS), Associação do Comércio de Joias, Relógios e Óptica do Rio Grande do Sul (Ajorsul), com apoio do Procon Porto Alegre e Prefeitura Municipal de Porto Alegre.A campanha está presente na frota de ônibus de Porto Alegre com publicidade em busdoor (parte traseira dos coletivos).

- É importante lembrar que os óculos solares não são apenas um acessório estético e de beleza. É indispensável que o consumidor pense em primeiro lugar na sua saúde. O agravante nesses casos é que ao usar um óculos a pupila se dilata abrindo caminho para mais radiação e em muitos casos não há a devida proteção contra os raios UV. Ou seja, em muitos casos usar um óculos falso é pior do que estar sem nada – afirma a diretora da Ajorsul, Andrea Rocho Neumann.

De acordo com Associação Brasileira de Indústria Óptica, quase 30% dos óculos produzidos no país durante o ano são piratas ou ilegais. A grande maioria não tem as proteções necessárias para proteger os olhos dos raios UV.

Com o slogan “Falsificado, nem de graça!” e a imagem de um abacaxi com óculos, a campanha pretende atingir o público circulante, a partir de 100 painéis colocados nos ônibus que fazem parte do transporte público municipal. Cartazes e panfletos também serão distribuídos em repartições públicas, estabelecimentos ópticos e demais espaços de acesso ao público-alvo.

Entre as informações disponíveis na campanha, está a mensagem que “Lentes de proteção UV aumenta em 60% os riscos de Catarata, o que pode levar a cegueira”. Outra indicação nos folders distribuídos é a desconstrução sobre o artifício utilizado no comércio informal de ‘Réplicas’ ou ‘segunda linha’, o que na verdade nada mais são do que produtos falsificados.